Transtorno do Pânico

Um Ataque de Pânico é caracterizado por medo ou desconforto intenso que alcança um pico em minutos seguido por pelo menos quatros das seguintes manifestações de ansiedade:

  • Palpitações, coração acelerado, taquicardia.
  • Sudorese.
  • Tremores.
  • Sensações de falta de ar ou sufocamento.
  • Sensações de asfixia.
  • Dor ou desconforto torácico.
  • Náusea ou desconforto abdominal.
  • Sensação de tontura, instabilidade, vertigem ou desmaio.
  • Calafrios ou ondas de calor.
  • Parestesias (anestesia ou sensações de formigamento).
  • Desrealização (sensações de irrealidade) ou despersonalização (sensação de estar distanciado de si mesmo).
  • Medo de perder o controle.
  • Medo de morrer.

O Transtorno do Pânico é definido pela presença de Ataques de Pânico frequentes e inesperados acompanhados por:

1. Preocupação e medo persistentes relacionados a ocorrência ou possíveis consequências novos ataques.

2. Mudanças comportamentais com o objetivo de evitar novos ataques, como por exemplo: evitar exercícios físicos intensos ou lugares e situações em que ocorreram os ataques.

CONSULTAS

PORTO ALEGRE

  • (051) 99752-8338
  • Rua Dona Laura, 333/702
  • Moinhos de Vento
  • pedro.beria@ufrgs.br

SÃO PAULO

  • (11) 4750-1501
  • Rua Joaquim Floriano, 413
  • Itaim Bibi
  • pedro.beria@ufrgs.br
Beria Psiquiatria


Porto Alegre:

R. Dona Laura, 333 - Porto Alegre.
(51) 99752-8383
São Paulo:
R. Joaquim Floriano, 413 - São Paulo.
Telefone: (11) 4750-1501

TOP